Secma terá programação especial pelo Dia Nacional do Tambor

17/06/2022

 

Neste dia 18 de junho, quando se comemora o Dia Nacional do Tambor de Crioula, a Secretaria de Estado da Cultura, por meio da Casa do Tambor de Crioula, fará uma programação especial dedicada a essa manifestação da cultura popular.

As atividades iniciam às 15h com o painel O Tambor de Crioula no Maranhão, com o Mestre Jandir Gonçalves, pesquisador em Cultura Popular com expertise sobre a diversidade das manifestações da cultura popular do Maranhão. 

Nopainel, Jandir Gonçalves vai apresentar os diversos formatos e performances da prática do tambor de crioula no estado.

“A conversa sobre o tambor no Maranhão vai girar em torno da apresentação de imagens e vídeos referentes às diferentes compreensões da referida manifestação, revelando outros ritmos, pessoas e situações, imagens de municípios como Vargem Grande, Codó, Anajatuba, entre outros”, adiantou Jandir.

Em seguida, como não poderia deixar de ser, haverá uma programação cultural para coroar o Dia do Tambor, que representa a identidade ancestral do Maranhão e do Brasil, com apresentação do Tambor de Crioula da Fé em Deus, e o encerramento com o Tambor de Crioula da Boa Vontade.

A Casa do Tambor de Crioula fica na Rua da Estrela, na Praia Grande. Foi fundada em julho de 2018, e é um espaço de vivência e de experiência para visitantes, fazedores culturais e sociedade em geral. A principal função da Casa do Tambor de Crioula, que também é um espaço museológico, é permitir e proporcionar a continuidade e fortalecimento da prática do tambor de crioula. 

 

Patrimônio imaterial

No dia 18 de junho de 2007, no solo sagrado da Casa das Minas, com a presença do então ministro da Cultura, Gilberto Gil, o Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) se reuniu para analisar o pedido de Reconhecimento e Titulação do Tambor de Crioula do Maranhão como patrimônio cultural brasileiro de natureza imaterial, título que foi concedido por unanimidade pelo referido Conselho. A partir daí esse dia ficou conhecido como Dia Nacional do Tambor de Crioula do Maranhão. 

“Esta data representa um marco para a cultura maranhense, momento em que o Tambor de Crioula, manifestação da cultura popular, de matriz tradicional africana, torna-se referência cultural do povo brasileiro carregando história e memória do país em sua prática cultural”, disse Neto de Azile, gestor da Casa do Tambor.

O tambor de crioula é uma manifestação da cultura popular e tradicional do Maranhão marcada por dança circular e percussão de três tambores artesanais, afinados a fogo, chamados parelha. Geralmente tocado por homens - coreiros - e dançado por mulheres - coreiras - com belas saias estampadas em que o ponto alto dessa dança é a punga ou umbigada.

Praticado em homenagem a São Benedito, o tambor de crioula traz, impregnadas em sua prática, a história e memória do povo brasileiro, em especial o povo preto que deu uma “cor” especial à cultura nacional, tornando-a mais rica, fortalecendo a identidade e o sentimento de pertencimento. 

 

Programação

15h - Painel “O Tambor de Crioula no Maranhão”, com Mestre Jandir Gonçalves.

18h - apresentação do Tambor de Crioula da Fé em Deus.

19h - apresentação do Tambor de Crioula da Boa Vontade.